Marpic,Lda - Urb. Vale do Alecrim, Lt. 113 Apartado 501 2959-909 Pinhal Novo info@marpic.pt
+351 21 238 98 80

Aquecimento de piscina – Pratique natação o ano inteiro

Aquecimento de piscina – Pratique natação o ano inteiro

Transformar inverno em verão

Mesmo em Portugal – país de clima ameno que regista uma média de 300 dias de sol por ano –, uma piscina que não disponha de sistema de aquecimento acaba por ser pouco ou nada utilizada fora dos meses mais quentes, os quais por norma, se situam entre maio e setembro. Uma verdade que se estende inclusivamente a ambientes de natação profissionais, de treino e manutenção, já que a maioria dos atletas prefere a água aquecida entre os 26 e os 30 ºC. Razão pela qual o aquecimento de piscinas não é um luxo, mas uma real necessidade com vista a prolongar a época balnear e o tempo útil de usufruto da piscina, logo, a rentabilizar o investimento feito. Dependendo do sistema de aquecimento de piscina pelo qual se opte, pode duplicar o número de meses de utilização ou mesmo garantir um ano inteiro de natação..

Perguntas a fazer antes da instalação de um sistema de aquecimento de piscinas

Existem vários tipos possíveis de aquecimento e diferentes fontes de energia, desde bombas de calor, equipamentos elétricos ou a gás, caldeiras a lenha ou sistemas alimentados a energia solar. Eleger a solução mais ajustada, aquela que melhor se adequa à sua situação e que melhor satisfaz as suas necessidades e exigências, depende da resposta a um núcleo base de perguntas sobre a piscina:

  • É interior ou exterior?
  • Qual a dimensão e formato?
  • Qual o uso que lhe pretende dar?
  • A que temperatura pretende manter a água?
  • Quantos dias por semana e durante quantos meses deseja utilizar a piscina?
  • Qual o sistema de aquecimento residencial de que já dispõe em casa?
  • Quais as características do clima da sua região?

Custos presentes e futuros

Toda esta informação é pertinente para fazer um correto diagnóstico e chegar ao sistema de aquecimento de piscina mais adequado a cada situação, em função da tipologia da piscina, mas também da localização geográfica e do uso pretendido.
Nesta fase prévia, de avaliação das possibilidades disponíveis no mercado, deve tudo ser analisado e esclarecido junto de um prestador de serviço profissional.
Devem ainda ser acautelados os custos de instalação, mas, mais importante do que isso, há que avaliar os custos de manutenção da opção que eleger. Uma solução mais onerosa no momento da aquisição e instalação pode rentabilizar-se mais rapidamente por conta de valores mínimos ou custo zero de manutenção futura.

Aquecimento solar de piscinas

Tendo em conta o momento de crise ambiental e financeira e o elevado custo da eletricidade, com tendência a inflacionar nos próximos tempos, a opção solar parece a mais acertada. O aquecimento solar de piscinas é uma solução amiga do ambiente que, além de permitir aquecer a água durante todo o ano em países soalheiros como o nosso, reduz ainda o consumo de eletricidade, sendo essa uma das suas mais apetecíveis vantagens, quando comparada com outras opções.

Vantagens

– Fonte de energia inesgotável
– Energia limpa
– Não poluente
– Zero impacto ambiental
– Baixo custo
– Fiabilidade
– Baixa manutenção

Desvantagens

Devem acautelar-se os seguintes requisitos, se optar pelo aquecimento solar de piscina, os quais podem, em algumas circunstâncias apresentar-se como desvantagens:

– Espaço necessário à instalação dos painéis coletores. Por regra, a área ocupada pelos painéis situa-se entre os 50 e os 80% da área da superfície da piscina (comprimento x largura).
– Orientação dos painéis para otimizar tempo de exposição solar.

Se pondera instalar um sistema de aquecimento de piscina, solar ou qualquer outro, assegure-se de que se aconselha junto de uma equipa profissional que, além da instalação, assegure a correta manutenção e garanta o necessário acompanhamento futuro.

Só há bom equipamento quando há bom serviço!

Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.