Marpic,Lda - Urb. Vale do Alecrim, Lt. 113 Apartado 501 2959-909 Pinhal Novo info@marpic.pt
+351 21 238 98 80 (Chamada para Rede Fixa Nacional)

Oleosidade na água da piscina? Saiba o que fazer!

Oleosidade na água da piscina? Saiba o que fazer!

Com o aumento do uso da piscina, é natural que comecem a surgir alguns problemas na estrutura e no equilíbrio químico da água, como um aspecto gorduroso na sua superfície, sinal do aumento da oleosidade na água da piscina.

Este é normalmente um problema sazonal, mas que pode ser facilmente resolvido com alguns passos. Perceba agora o que deve fazer!

Porque e como é que se cria oleosidade na água da piscina?

Com a chegada das estações mais quentes, a utilização frequente da piscina tende a aumentar, muitas vezes criando uma fina camada de oleosidade à superfície da água.

Esta  oleosidade na água da piscina tem origem, em primeiro lugar, no próprio suor e na oleosidade natural da pele de quem a utiliza, que acaba por ficar depositada na água. Além disso, a utilização de produtos de proteção solar ou outros produtos estéticos, como bronzeadores ou hidratantes para o corpo, conduzem a que uma quantidade desses produtos acabe por ficar na água, principalmente se aplicados pouco tempo antes de se entrar na piscina.

O funcionamento inadequado ou ausência do skimmer também é um fator que contribui para a permanência de qualquer oleosidade na superfície da água da piscina.

Como eliminar a oleosidade na água da piscina

O excesso de oleosidade na água da piscina não só produz resíduos que deterioram a qualidade da água e podem dificultar o seu tratamento, como também podem provocar danos nos equipamentos da piscina, através da corrosão e de incrustações. Da mesma forma, o excesso de óleo pode acabar por entupir os filtros, acumular-se nas bordas da piscina e deixar a água opaca.

Para evitar este problema e garantir a total segurança dos banhos da sua família, deve manter uma boa rotina de manutenção e limpeza da piscina, removendo os resíduos mais visíveis com um kit de limpeza manual, e procedendo a uma limpeza mais profunda com um aspirador automático para piscinas, capaz de remover qualquer impureza. É também importante garantir que o skimmer está a funcionar corretamente, podendo realizar de vez em quando a filtragem com o skimmer aberto, de forma a eliminar mais facilmente a oleosidade acumulada.

Do mesmo modo, é fundamental verificar diariamente os níveis da qualidade da água, aplicando produtos de tratamento quando necessário. Para que a piscina possa ser utilizada normalmente, é preciso que a água esteja dentro dos seguintes parâmetros:

  • Nível de cloro: entre 1 a 3 ppm
  • pH: entre 7,2 e 7,6
  • Alcalinidade: entre 80 e 120 ppm

Caso tal não se verifique, ou esteja a notar que a água tem cada vez mais oleosidade, pode realizar um tratamento de choque, também conhecido como supercloração, que voltará a dar rapidamente à sua piscina uma água cristalina, clara e sã, com total segurança. 

Precisa de algum produto ou equipamento para eliminar a oleosidade na água da piscina? Contacte já uma empresa de piscinas profissional para que o aconselhem eficazmente sobre a melhor forma de acabar com este problema!

Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *